Turismo em Pompeia – mas não no bairro de SP, né gente!

Como jornalista de Turismo que sou, nesta última semana estive fora para uma pauta bem bacana na Europa. Fui para a inauguração do novo navio de uma armadora italiana. Na ocasião, eu tive oportunidade de visitar muitos destinos que não conhecia. Foi uma viagem maravilhosa!

Um dos lugares que visitei foi Pompeia, em Nápole, na Itália. O lugar é sensacional. Eu sempre tive muita vontade de conhecer e fiquei estasiada com o que vi. Primeiro, o guia do meu grupo era ótimo e falava um portunhol excelente. Ele sabia tudo da região. Pompeia é uma cidade da época do Império Romano e em 79 d.C ela foi destruída devido a erupção do Vulcão Vesúvio.

Diferente do que muitos pensam, as pessoas não morreram soterradas pela lava do vulcão e sim sufocadas pela cinza que atingiu mais de 12 metros de altura. Além de Pompeia, outras quatro cidades também foram destruídas. Essa informação foi dada pelo guia, mas se “dermos um Google ” por aí a história conta que somente Pompeia e Herculano foram destruídas. Ficou uma dúvida!

Mas voltando, a cidade de Pompeia permaneceu oculta por muitos e muitos anos; e por volta dos anos 1700, devido a uma escavação para um poço d’água próxima a antiga Herculano, surgiram os primeiros indícios de civilização. Mas foi somente por volta de 1860 que as primeiras escavações oficiais começaram. Desde então e até hoje, elas continuam. Cerca de 1/3 da cidade de Pompeia ainda está debaixo da terra. E segundo o guia, permanecerá assim até que novas técnicas permitam uma melhor preservação. Veja agora umas fotinhas do local:

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

Image

 

Por Lisia Minelli

Imagens: Arquivo Pessoal/Lisia Minelli
(As imagens não podem ser reproduzidas sem autorização prévia)

Holambra e visita à Expoflora 2012

A cidade de Holambra, no interior de São Paulo, realiza todo ano a Expoflora. No último fim de semana, 16, fui com minha vó passar um dia. Nunca tinha ido, nem imagina como seria, mas foi tãooooo gostoso! Nada como sair um pouco da capital e se afastar dos problemas, não é?

Resolvi falar aqui minhas impressões sobre a festa e dar algumas dicas para quem quiser fazer esse passeio, já que a Expoflora só vai até este final de semana, até dia 23. Aproveitem para ir!

Minha vó comprou a viagem pelo site Viajar Barato. Estava incluso o ônibus ida e volta – que saiu pertinho de casa!!! -, passeio de maria fumaça, café da manhã caipira e a entrada para a Expoflora.

Saímos às 8 horas da manhã e fizemos uma parada no bairro de Perus. Lá fizemos um passeio na Estrada de Ferro Perus-Pirapora, fundada em 1914.  Tomamos um ótimo café da manhã caipira. Pães, bolos, café, leite, suco, frutas e broas. O bolo de fubá caseiro estava maravilhoso.

A história da estrada de ferro é muito interessante, vale a pena a visita! Vimos o trem que inspirou a famosa música “Trem das Onze”, de Adoniram Barbosa Está sendo restaurado para quem em 2014, no centenário da estrada, esteja em pleno vapor!

Está é a maria fumaça em que andamos!

Até chegar em Holambra, preciso dizer, foi difícil! Voltamos para o ônibus, mas próximo a cidade estava uma fila enorme de carros!! Aqui vai a dica 1: se estiver cansado, vá de ônibus! É preciso ter paciência para enfrentar o trânsito

Chegando na Expoflora fomos direto almoçar! Lá tem várias opções. Dica 2: se quiser comer comidas típicas, vá no restaurante Pannekoek (que serve panquecas típicas Holandesas). Se preferir algo mais em conta, vá petiscar nas barraquinhas, que servem salsichões – vê se a cara não está ótima?

Dica 3: experimente o chopp! No calorão faz muito bem!

Dica 4: se gosta de decoração, visite a exposição de arranjos e paisagismo. Mas, se você tem filhos pequenos ou prefere assistir apresentações de música e dança, pule essa parte! A Expoflora é muito, mas muuuuito grande! Se não der para visitar tudo, escolha o que mais gosta! Eu, no caso, fui ver as exposições.

Meu grande desejo. Pé de laranja. Quem disse que não dá para ter uma árvore frutífera em apartamento?!!

Amo suculentas!

Dica 5: Lá eles fazem a chuva de pétalas. No fim de semana são duas, uma pelo canhão e outra pelo helicóptero por toda a Expo. Se você não quer ficar no meio da multidão – com certeza vai estar cheio -, não vá. Mas eu fui e não me arrependi. Gostei!

Doces…ah… os doces! Sou formiga, mas como estava muito calor, acabei maneirando para não passar mal. Comi um pedaço de torta de maçã com nozes e minha vó experimentou um doce de rosas. Bem gostoso os dois!

Ainda fizemos bastante coisa! Vimos dança típica e uma banda tocar, além de comprinhas, claro! Levei de lembrancinha os famosos tamancos, uma mini azaléia, uma mudinha de orquídea, bulbo para plantar trevo de quatro folhas e uma planta chamada tostão ou dinheirinho.

Dica 6: Além disso, levei para uma pessoa muito especial um doce chamado Stroopwafel, parece uma bolacha com recheio de caramelo. S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L! Leve um docinho para casa!Vale a pena! Não sobrou um para fazer foto, infelizmente…

Eu e minha vó, um pouco cansadas, mas valeu muito a pena! É lindo! Adoro plantas, flores e conhecer lugares diferentes!!!

Se quiserem conhecer a Expoflora e saber mais informações acesse o site.

Já sobre o passeio de maria fumaça as informações podem ser conferidas aqui.

Por Ligia Gauri

*Imagens: Arquivo pessoal / Ligia Gauri